Home » » Dois anos atrás Francisco iniciava o seu Pontificado

Dois anos atrás Francisco iniciava o seu Pontificado

Quando o evangelho nos relata que Jesus pegou um cinto ou um chicote para expulsar os vendilhões do templo, parece estranho. Naquele tempo as pessoas estranhavam e também nos dias de hoje. Projetamos sempre Jesus Cristo como aquele que fala manso e prega a concórdia e harmonia no relacionamento humano.
Para compreender esta atitude de Jesus precisamos olhar mais fundo, conhecer mais a realidade que provocou esta reação e o ensinamento que queria transmitir. Precisa ter presente o aspecto econômico e social que o povo passava naquele tempo. Nessa época, as terras da Palestina estavam nas mãos de poucas pessoas. E estes pertenciam a elite religiosa como o sumo sacerdote e os anciãos e moravam em Jerusalém.
O sumo sacerdote era o presidente do sinédrio, o supremo tribunal que condenará Jesus a morte. Três semanas antes da páscoa os arredores do templo se tornavam um grande mercado. O sumo sacerdote enriquecia com o aluguel dos espaços para as barracas dos vendedores e cambistas. Os animais criados nas terras dos grandes, foram conduzidos a Jerusalém e vendidos a preços que, nessa ocasião, aumentavam assustadoramente.
Todo judeu maior de idade devia ir a essa festa e pagar os impostos previstos para o templo. O templo adotara a moeda tíria, como moeda oficial, pois ela não desvalorizava com a inflação que na época de Jesus, era muito alta. A lei proibia o ingresso no templo de moedas pagãs.
Porém os gananciosos cambistas burlavam a lei em vista aos seus privilégios e faziam a troca para uma moeda pura e ganhavam com isso um bom dinheiro. Jesus expulsou do templo bois, ovelhas, animais usados nos sacrifícios que o povo oferecia a Deus. Expulsando–os do templo, Jessé declara inválidos todos esses sacrifícios, bem como o culto que se sustenta graças a exploração.
Deus, o aliado dos sofredores empobrecidos, sempre denunciou, através dos profetas a exploração da religião. Deus ouve o clamor dos explorados e marginalizados. A reação veio da parte dos discípulos que indicavam Jesus como reformador citando o A.T. “ o zelo por tua casa me consome”.
A reação dos dirigentes que se sentiam lesados perguntaram com que autoridade Jesus estava fazendo isso. E hoje? Diante de um mundo que apresenta tantos desequilíbrios a partir da ganância, da falta de honestidade, da corrupção? Qual seria a atitude de Jesus?
Qual é a atitude nossa como seguidores de discípulos de Jesus Cristo? Será que devo continuar tudo sempre assim para o pior?
Dois anos atrás, no dia 19 de março de 2013, o Papa Francisco iniciava com uma Santa Missa na Praça São Pedro, o seu Pontificado. Antes da celebração, o Pontífice fez um breve momento de oração junto ao túmulo do Apóstolo Pedro – local de onde os diáconos saíram em procissão com o anel de pescador e o pálio, dois símbolos do pastoreio e da autoridade de um Papa.
Após a imposição dos dois símbolos, teve início a Santa Missa. Recordamos que Francisco iniciou a sua homilia enviando felicitações ao Papa emérito Bento XVI, uma vez que, como hoje, era festa de São José, é celebrado o seu onomástico (celebrado pelas pessoas que tem o mesmo nome do santo lembrado naquele dia).
“Acompanhamo-lo com a oração, cheia de estima e gratidão”, disse.
Ainda na homilia, o Santo Padre, após fazer confrontar os Evangelhos com a figura de São José, Padroeiro da Igreja Universal, explicou o que significa um ministério da Igreja e sobretudo, o ministério do Bispo de Roma.
“Não esqueçamos jamais que o verdadeiro poder é o serviço, e que o próprio Papa, para exercer o poder, deve entrar sempre mais naquele serviço que tem o seu vértice luminoso na cruz”, destacou.
Ao fim da celebração, o Santo Padre recebeu, na Basílica de São Pedro, as delegações dos 132 países representados na Santa Missa. A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, também cumprimentou o Santo Padre.
Por Rádio Vaticano


0 comentários:

Postar um comentário

 
Suporte : CatólicosVIP | CTV Produçoes | Missao JAC
Copyright © 2014. Noticias / Artigos - Todos os Direitos Reservados
Template Criado por: Católicos VIP Parceria de: Missão JAC
Produção: CTV Produções